Programação Artística da Festa Junina do Sesc Campinas- 2008
Acordes e Cordéis. Oficinas, lançamentos, encontros , exposições e apresentações de cordelistas e repentistas.

 
fotos 
   


                                                                            

SESC Campinas
Rua D. José I, 270/333- Bairro Bonfim- Campinas- SP
TEL: 19-3737-1500

 

A tradicional festa junina do SESC Campinas apresenta a literatura de cordel e seus desdobramentos culturais presentes nos shows musicais, repentistas, cordelistas, cantadores, rimadores, teatro de mamulengos, intervenções, brincadeiras, comidas, oficinas de xilogravuras, de versos de cordel e exposição. Também estarão presentes Alceu Valença, Chico César, Banda de Pífanos de Caruaru e muitas outras atrações. Para saber mais, visite: www.sescsp.org.br

11/06- quinta – tarde- das 14h às 17h
Oficina ou workshop : Como escrever e contar a literatura de cordel- por César Obeid
Sinopse: O participante vai aprender, através de histórias, improvisos e interação como escrever e contar as diversas modalidades da literatura de cordel. Dinâmicas de teatro de cordel trabalham a expressão corporal para o universo da poesia popular rimada e metrificada ser vivenciado plenamente. O objetivo é Iniciar o treino da escrita, leitura e escuta em versos, através da oralidade da cultura popular.
Público- alvo: Educadores.

11/06- quinta – Noite- 20h
Palestra- show de lançamento do livro “Aquecimento Global não dá rima com legal” de César Obeid. Ed. Moderna.  Xilogravuras de Eduardo Ver.

César Obeid, em uma palestra dinâmica apresenta o tema do aquecimento global com muitas rimas, xilogravuras coloridas e total participação da platéia. Este assunto que parecia ser tão distante, agora vai ser seu grande conhecido. Temas abordados: Efeito estufa, causas, conseqüências e soluções do aquecimento global.

Obs: As madeiras utilizadas para as matrizes de xilogravuras foram recolhidas do lixo ou caçambas de construção civil, uma aula viva de reciclagem.

 

13 e 14/06- sexta-
Dupla de repentistas nordestinos de viola. (Sebastião Marinho e Luzivan Mathias)
Os poetas desenvolvem o autêntico improviso de viola nascido no interior dos estados nordestinos. Ao som de acordes encantadores, são apresentam diversas modalidades de estrofes improvisadas sobre os temas pedidos pela platéia, além de desafios e interação numa impressionante demonstração de agilidade mental.   

 15/06- Domingo- 17h
Versos Diversos- Um encontro extraordinário com representantes de diversas modalidades de improvisos populares.
- Repentistas de viola do Nordeste- Evanildo Pereira e Orlando Dias
- Emboladores nordestinos– Pandeiro: Poetas Peneira e Sonhador.
- Rap- Improviso da Cultura Hip-Hop. Poeta: Arnaldo Tifu.
- Cururu- Improviso da cultura caipira de São Paulo. Moacir Siqueira e Gabriel.   Apresentação: César Obeid

 13, 14 e 15/06 das 18h às 21h30
Intervenção- Histórias Juninas com o Grupo Amorosos de Cordel. Histórias da tradição oral, adivinhas, ditados populares, história da quadrilha junina e muita música ao som de pífano e outros instrumentos feitos com sucata vão mostrar o ciclo junino de uma forma bem rimada e divertida.
Com Lili Flor, Dê Portela, Drika Néri e Vagner Muniz. 

15/06- das 18h às 21h30
Emboladores Peneira e Sonhador- São os improvisadores que usam o pandeiro como instrumento. Os repentistas farão intervenções pelo ambiente e participarão do encontro no palco: Versos diversos.

14/06- 17h
Encontro de cordelistas
Os cordelistas escrevem suas histórias e poesias nas mesmas modalidades dos repentistas de viola e declamam ou cantam seus versos com muita animação para prender a atenção do povo. Com Jorge Melo, Valdeck de Garanhuns e Vavá do Bixiga. Apresentação: César Obeid

14,15 e 16/06
Sala da Poesia de cordel e repente.
Exposição de matrizes, livros e diversos folhetos, exibição de documentários, cantorias tradicionais “pé-de-parede” e festivais de repentistas. Oficina permanente de construção de estrofes de cordel com Maria Augusta de Medeiros. Coordenação: César Obeid